CIF – Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde na prática fonoaudiológica

Entre os dias 21 e 31 de março de 2011, o Conselho Regional de Fonoaudiologia 2ª Região recebeu manifestações de  fonoaudiólogos inscritos nesta jurisdição , frente ao mailing enviado visando caracterizar a utilização dos princípios de Funcionalidade e/ou CIF – Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde na prática fonoaudiológica.



No total, 20 fonoaudiólogos responderam aos questionamentos do Conselho, sendo as informações as seguintes:

1. Contexto em que o fonoaudiólogo utiliza os princípios de Funcionalidade e/ou CIF:

Nº de fonoaudiólogos que utilizam a Funcionalidade e/ou CIF apenas no contexto clínico: 7
Nº de fonoaudiólogos que utilizam a Funcionalidade e/ou CIF apenas em pesquisa: 4
Nº de fonoaudiólogos que utilizam a Funcionalidade e/ou CIF nos 3 contextos: 4
Nº de fonoaudiólogos que utilizam a Funcionalidade e/ou CIF em 2 contextos: 3
Nº de fonoaudiólogos que utilizam a Funcionalidade e/ou CIF em outros contextos: 2

2. Área de especialidade da Fonoaudiologia em que atua:


3. Tempo de atuação com a Funcionalidade e/ou a CIF:



Nº de fonoaudiólogos que atuam há menos de 1 ano: 2
Nº de fonoaudiólogos que atuam há mais de 1 ano e a menos de 4 anos: 9
Nº de fonoaudiólogos que atuam há mais de 4 anos e menos de 7 anos: 5
Nº de fonoaudiólogos que atuam há mais de 7 anos: 3
Não Respondeu: 1

Agradecemos aos colegas que enviariam suas contribuições e informamos que este Regional continuará promovendo discussões sobre o tema, com o objetivo de contribuir com as ações nacionais a serem implementadas pelo Sistema Conselhos de Fonoaudiologia (CFFa. e Regionais).

Comissão de Saúde

Audiência com o Ministro da Saúde

O Conselho Regional de Fonoaudiologia 2ª Região, membro do Fórum dos Conselhos Profissionais da Saúde de São José do Rio Preto no qual é  representado pela fga. Vilma Isabel da Silva, participou de audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, no dia 03 de junho.



O ministro esteve em São José do Rio Preto para ouvir as principais reivindicações dos profissionais da saúde que atuam no município, ocasião em que a fga. Vilma pôde apresentar as seguintes propostas deste Regional:
1.    Estabelecimento de diretrizes para implementação da lei Nº 12.303/10, que "Dispõe sobre a obrigatoriedade de realização do exame denominado Emissões Otoacústicas Evocadas”, de forma a garantir a realização da triagem auditiva neonatal, independente da natureza do hospital (público ou privado) e, sobretudo, garantir o acompanhamento adequado dos bebês pelo Sistema de Saúde (avaliação diagnóstica, adaptação de dispositivos eletrônicos e reabilitação fonoaudiológica).
2.    Atualização da Portaria GM Nº 1339/99, que instituiu a Lista de Doenças relacionadas ao Trabalho, uma vez que o “Distúrbio da Voz Relacionado ao Trabalho” não se encontra no rol de doenças elencadas.
3.    Revisão das Portarias MS/SNVS Nº 272/98 (aprovou o regulamento técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para a Terapia de Nutrição Parenteral e estabeleceu que a Equipe de Terapia Nutricional deveria ser multiprofissional, formal e obrigatoriamente constituída de, pelo menos, um profissional destas categorias: médico, farmacêutico, enfermeiro e nutricionista) e MS/SAS Nº 120/09 (estabeleceu como um dos objetivos da Terapia Nutricional “garantir, aos pacientes em risco nutricional ou desnutridos, uma adequada assistência nutricional, por intermédio de equipes multiprofissionais, utilizando-se de métodos e técnicas específicas”).

Considerando que tais Portarias se referem a pacientes com risco nutricional e que  dentre as muitas causas de desnutrição, a disfagia orofaríngea causa importante impacto na nutrição e hidratação de tais paciente, desestabilizando seu estado clínico, é imperioso a inserçao do fonoaudiólogo especialista nas Equipes de Terapia Nutricional.


14ª Conferência Nacional de Saúde (CNS)

Entre os dias 30 de novembro a 04 de dezembro de 2011 ocorrerá a 14ª Conferência Nacional de Saúde (CNS), que será realizada em 3 (três) etapas: municipal, estadual/distrito federal e nacional e terá como tema central "TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL, POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO".


Segundo o documento orientador da Conferência (disponível em http://conselho.saude.gov.br/14cns/index.html), “Os participantes da 14ª CNS, em todas as suas etapas (municipal, estadual e nacional), além de reiterar a postura e atitude em defesa dos princípios e diretrizes constitucionais do SUS, são também detentores do compromisso e da responsabilidade de promover discussões e realizar debates, buscar melhores alternativas e escolher rumos de superação, inovação e sustentabilidade para o crescimento, consolidação e legitimação das políticas públicas de Seguridade Social”.


É dentro deste contexto, que a efetiva participação dos fonoaudiólogos garantirá o acesso à atenção fonoaudiológica em todos os níveis de complexidade. Clique aqui e conheça algumas sugestões que poderão ser inseridas para discussão nas pré-conferências,  tomando com base o Documento Orientador da 14ª Conferencia Nacional de Saúde.


Até o momento, temos ciência de conferências agendadas nos seguintes municípios do Estado de São Paulo: São Bernardo do Campo (17, 18 e 19/06/11), Aguaí (26/08/11), Bauru (01 e 02/07/11), Batatais (03 e 04/07/11), Cachoeira Paulista (17/06/11), Cajamar (27/05/11), Campinas (20 a 22/05/11), Cosmópolis (02/07/11), Guaratinguetá (30  a  02/07/11), Guarulhos (02 e 03/07/11), Itapira (01/07/11), Mauá (20/05/11), Mogi das Cruzes (01 a 02/07/11), Mogi Mirim (10 e 11/06/11)  Rancharia (24/05/11), Registro (08 e 09/07/11), Ribeirão Preto (01 a 03/07/11), Rio Claro (01 a  02/07/11),  Rio das Pedras (25 a 26/05/11), Salto (02/07/11), Santa Branca (01/06/11), Santo André (28/05/11), Santos (02/07/11) São Paulo (28 e 29/06), Suzano (02/07/11), Votorantim (08/07/11) e Aspásia (06/07/11).



Fonoaudiólogo, as diversas etapas da 14ª CNS são momentos para legitimar a contribuição da Fonoaudiologia no SUS. Participe e encaminhe o seu relato para

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

9º Colegiado do Conselho Regional de Fonoaudiologia 2ª Região/SP

Saúde auditiva é tema de jornada em Campo Grande

Voltado a profissionais, estudantes e pesquisadores que atuam na área de audiologia e pacientes com deficiência auditiva, evento recebe inscrição até 31 de maio


No próximo dia 10 de junho, a cidade de Campo Grande (MS) vai sediar a segunda edição da “Jornada sobre Deficiência Auditiva”, promovida pela Fundação para o Estudo e Tratamento das Deformidades Crânio-Faciais (Funcraf).


Voltado a profissionais, estudantes e pesquisadores que atuam na área de audiologia, além de pacientes com deficiência auditiva e familiares, o evento vai discutir avaliação auditiva, indicação de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI), reabilitação auditiva em adultos e idosos, treinamento auditivo e leitura orofacial, entre outros temas.


O evento será realizado no Sebrae de Campo Grande (Avenida Mato Grosso, 1.661, Centro). Após cada palestra, os ouvintes poderão fazer perguntas aos especialistas. A programação terá início às 8h, com a entrega de material, e término previsto para às 17h30, com a entrega de certificados. Haverá intervalos para coffee break e almoço.


Participam da Jornada como palestrantes as fonoaudiólogas Kátia de Almeida, professora adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Ana Elisa Lara de Noronha Souza, fonoaudióloga da Divisão de Saúde Auditiva do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP), campus de Bauru (SP), e Lilian Ferro, diretora do Centro Audiológico de Avaliação e Diagnóstico (CAADI) de Campo Grande (MS) e assessora fonoaudiológica da Fundação Lowtons de Educação e Cultura no Estado do Mato Grosso do Sul.


Os interessados podem se inscrever até o dia 31/5. Para profissionais e instituições, o investimento é de R$85. Estudantes de pós-graduação pagam R$50 e alunos de graduação, R$45. E, para pacientes e familiares, o valor é de R$25. Outras informações e inscrições pelo telefone (67) 3368-6206 ou e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Programação completa em www.funcraf.org.br.

Contato

  • (11) 3873-3788
  • info@fonosp.org.br

Localização

  • Rua Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010

Redes sociais