Crefono 2 emite parecer sobre medidas de biossegurança para Varíola dos Macacos

Diante da declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS) de tornar a Varíola dos Macacos como Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional, o Crefono 2 emitiu um parecer sobre medidas de biossegurança a serem adotadas pelo fonoaudiólogo.

A instrução destaca que os profissionais devem adotar práticas e cuidados em consonância ao Manual de Biossegurança, publicado pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia em 2020, de forma a reduzir o risco de contaminação e transmissão da doença.

De acordo com a OMS, a varíola dos macacos é transmitida principalmente por contato direto ou indireto com sangue, fluidos corporais, lesões na pele ou mucosas de animais infectados. Já a transmissão secundária ou de pessoa a pessoa pode acontecer por contato próximo com secreções infectadas das vias respiratórias ou lesões na pele de uma pessoa infectada, ou com objetos contaminados recentemente com fluidos do paciente ou materiais da lesão.

 

O Manual de Biossegurança - 2ª edição: Clique aqui https://drive.google.com/file/d/1p7mCgB4kbcMSro8A4JwHhCctBUkiLZ97/view

Acesse o parecer na íntegra: Clique aqui  https://drive.google.com/file/d/1PzltHyo7k-UkiDphCfBpkT9tK7lkd5hD/view?usp=sharing

 

 

 

Contato

Fale com a Presidente

  • presidente.crfa@fonosp.org.br

Localização

  • R. Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010