Crefono 2 publica Recomendação sobre Intervenção Assistida por Cães

Documento é resultado das discussões no Grupo de Trabalho sobre Terapia Assistida por Animais.

Fruto das discussões no Grupo de Trabalho de Terapia Assistida por Animais e da decisão em Sessão Plenária Ordinária Nº 471, ocorrida no dia 26 de fevereiro de 2021, o Crefono 2 publicou cinco orientações gerais fundamentais para atuação fonoaudiológica na Intervenção Assistida por Cães.

Considerando que os estudos científicos têm avançado na área fonoaudiológica sobre o tema, mas as publicações ainda são incipientes, e não há legislações regionais, embora há tramitação de projetos de leis federal e estadual sobre esse tipo de abordagem, o Crefono 2 recomenda, entre outras questões, uma seleção cuidadosa dos animais e o respeito ao cão sob orientação de um veterinário; que o fonoaudiólogo realize um curso básico de Intervenção Assistida por Animais e de comportamento/saúde animal; providencie um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido sobre a ciência dos atendimentos com o cão e disponibilize a documentação do animal ao paciente e/ou responsável.

O documento destaca ainda a importância do fonoaudiólogo sistematizar sua prática e apresentar os resultados com rigor científico, o que irá contribuir para a normatização da pauta pelo Sistema de Conselhos de Fonoaudiologia.

Grupo de Trabalho reuniu fonoaudiólogas com expertises sobre o tema
O Grupo de Trabalho sobre Terapia Assistida por Animais foi criado, a partir da demanda de profissionais ao Conselho, pela 450ª Sessão Plenária Ordinária do Crefono 2, realizada em 24 de maio de 2019. Na ocasião, foi deliberado também a sua composição formada por conselheiros e fonoaudiólogos convidados com expertise sobre o tema.

Composto pelas Conselheiras Cristiana Beatrice Lykouropoulos (CRFa 2-5829), Fernanda Fudissaku (CRFa 2-13927) e Vera Regina Vitagliano Teixeira (CRFa 2-1458), e pelas fonoaudiólogas convidadas Claudia da Costa Mota (CRFa 2-8186) e Glícia Ribeiro de Oliveira (CRFa 2-17343), o GT discutiu a formação mínima para abordagens com cães e cavalos; legislações/diretrizes que regulam o trabalho; princípios básicos de atuação; áreas em que as intervenções poderiam ser utilizadas, bem como questões éticas.

Como parte das iniciativas de discussão sobre o tema, o GT promoveu, em dezembro de 2019, uma live sobre Terapia Assistida por Animais para discutir as elaborações do grupo de trabalho com a classe. 

Além da Recomendação sobre Intervenção Assista por Cães, o GT produziu um Parecer sobre Equoterapia (Parecer nº 02/2019) publicado e divulgado para toda classe em novembro de 2019.

Contato

  • (11) 3873-3788
  • info@fonosp.org.br

Localização

  • Rua Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010

Redes sociais