Atendimento fonoaudiológico durante a fase vermelha da Pandemia em São Paulo

O atendimento fonoaudiológico presencial podem e devem continuar quando necessários.

Conforme anunciado pelo governador na tarde dessa quarta-feira (03), todo o estado de São Paulo entrará na fase vermelha de combate à Pandemia a partir do dia 06/03/21.

Essa fase do Plano São Paulo prevê as atividades de saúde como serviços essenciais e, portanto, o atendimento fonoaudiológico presencial em clínicas, consultórios e demais atividades ligadas à profissão podem e devem continuar quando necessários.

O Crefono 2 reforça a importância de uma avaliação caso a caso dos pacientes para analisar a pertinência do serviço presencial ou de Telefonoaudiologia.

Diante da gravidade da situação, com um aumento do número de mortes pela Covid-19 e de contaminados, sempre que possível, a modalidade de telefonoaudiologia deve ser considerada.

Nos casos de atendimento presencial, é muito importante redobrar os cuidados e seguir as medidas de controle de infecção do Ministério da Saúde, Anvisa e Secretarias de Saúde.

Retomamos aqui o Manual de Biossegurança elaborado pelo Sistema de Conselhos de Fonoaudiologia, a Resolução CFFa nº 580 que regulamenta o Serviço de Telefonaoudiologia, e Resolução do CFFa nº 576 que dispõe sobre os atendimentos ambulatoriais na vigência dos riscos de contágio pelo novo coronavírus.

O profissional também pode acessar mais orientações, recomendações e informações relacionadas à Pandemia no Plantão Coronavírus no site do Crefono 2. 

Contato

  • (11) 3873-3788
  • info@fonosp.org.br

Localização

  • Rua Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010

Redes sociais