Novas informações sobre campanha de vacinação em São Paulo

Prefeitura de São Paulo publica novo Instrutivo para priorização de vacinação e Secretaria do Estado de São Paulo responde ofício do Crefono 2 sobre inclusão de fonoaudiólogos no grupo prioritário.

Nessa semana, foram anunciadas duas importantes informações sobre a campanha de vacinação na cidade e no estado de São Paulo.

Um novo Instrutivo da prefeitura de São Paulo, de 26 de janeiro, anunciou a segunda remessa da vacinação. O documento amplia o grupo prioritário nos setores de atendimento COVID de hospitais não exclusivos para todos os profissionais que atuam na reabilitação, coleta de laboratório, área de limpeza e administrativo. O Instrutivo passa a incluir também todos os profissionais que estão nas unidades UPA, PS, PA, AMA e UBS. De acordo com o documento, portanto, todos os fonoaudiólogos que atuam nesses serviços devem participar dessa etapa de imunização na cidade de São Paulo.

A segunda novidade é que a Secretaria do Estado de São Paulo respondeu ao ofício do Crefono 2 que referenda a atuação de fonoaudiólogos na linha de frente do combate à COVID-19 e solicita a inclusão desses profissionais no grupo prioritário.

O Despacho CCD/GB nº 151/2021 da secretaria reafirma que "os profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas receberão as doses segundo as estratégias adequadas ao cenário local". Ainda de acordo com o documento, o número de doses para trabalhadores de saúde no estado é baseado na última campanha de vacinação contra a gripe, e a campanha de imunização será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do governo federal. Segundo a Secretaria, a medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão publicizadas pelo Governo de São Paulo.

Crefono 2 reafirma posicionamento: vacina para todos!
Após a vitória da tão esperada descoberta da vacina, a primeira conquista da campanha de vacinação deverá ser a redução drástica do número de mortes diárias por Covid 19. Para isso, os grupos prioritários precisam responder aos critérios de exposição de infecção e risco para agravamento ou óbito pela doença.

Mas só uma campanha de vacinação ampla, que envolva toda a sociedade, pode acabar de fato com a Pandemia. A vacina, felizmente, reduz as chances de morte, mas não garante a não contaminação assintomática ou branda. Isso significa que a pessoa vacinada pode ainda transmitir o vírus e contaminar outras pessoas. É fundamental, portanto, que todos nós, vacinados ou não, sigamos com as medidas de segurança e cuidados até a esmagadora maioria da população brasileira ser imunizada.

Contato

  • (11) 3873-3788
  • info@fonosp.org.br

Localização

  • Rua Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010

Redes sociais