Crefono 2 se posiciona favorável à manutenção da obrigatoriedade do Teste da Linguinha

A obrigatoriedade do Teste é uma forma de direcionar as equipes envolvidas no cuidado com os neonatos para a observação do frênulo lingual que, se alterado, pode dificultar a amamentação, o desenvolvimento da fala e outras funções.

O pedido pelo fim da obrigatoriedade do Teste da Linguinha emitido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) incitou várias reflexões junto à classe fonoaudiológica e órgãos representativos, uma vez que a Fonoaudiologia tem entre suas competências a atuação nas áreas de amamentação e fala, que sofrem consequências decorrentes da "língua presa" (anquiloglossia). 

O Conselho Regional de Fonoaudiologia 2ª Região/SP (Crefono 2) pondera que a obrigatoriedade do Teste da Linguinha nos recém-nascidos é uma forma de direcionar as equipes envolvidas no cuidado com os neonatos (pediatras, enfermeiros e fonoaudiólogos, entre outros) para a observação do frênulo lingual que, se alterado, pode dificultar a amamentação, o desenvolvimento da fala e outras funções.

Destaca ainda que, embora não haja consenso científico sobre a avaliação generalizada do frênulo lingual e nem concordância sobre o protocolo de avaliação mais adequado, o procedimento deva ocorrer visando melhor qualidade de vida para o bebê e a mãe. A “língua presa” pode levar ao desmame precoce e incidir de maneira inadequada no crescimento orofacial, provocando alterações futuras na mastigação, deglutição, respiração e fala.

Nesse sentido, o Crefono 2, por entender que o tema abrange inúmeras questões de saúde pública, mantém-se favorável à lei n 13.002/2014, que prevê a obrigatoriedade do exame, enfatizando a importância da presença e contribuição do Fonoaudiólogo na equipe neonatal para avaliação estrutural e funcional da região orofacial (sucção e amamentação), manejo e orientações de hábitos deletérios, bem como o acompanhamento, quando necessário, no puerpério e ao longo do desenvolvimento infantil.

Confira também as notas:

Contato

  • (11) 3873-3788
  • info@fonosp.org.br

Localização

  • Rua Dr. Samuel Porto, 351 – 10º andar, cj. 101
  • Saúde, São Paulo - SP
  • CEP: 04054-010

Redes sociais