Conselho Regional de Fonoaudiologia

Pular para o conte?do.


Delegacias completaram duas décadas de existência

Descentralizar o atendimento ao fonoaudiólogo, intensificar o trabalho de orientação e fiscalização e aproximar fisicamente o Conselho dos profissionais foram os objetivos da criação das Delegacias Regionais no interior do estado. Nesse sentido, praticamente onze anos após a sua instalação na capital paulista, o Conselho Regional de Fonoaudiologia de São Paulo – 2ª Região criou em 26 de setembro de 1997 a Delegacia da Baixada Santista, a Delegacia de Marília em 14 de novembro de 1997 e, em 03 de dezembro de 1997, a de Ribeirão Preto.

Delegacia Baixada Santista
Com uma palestra sobre “Ética Profissional” e a presença de representantes da OAB, do Sindicato de Fonoaudiólogos, deputados, do então Presidente do Rotary Club Santos – Oeste e da Presidente do Conselho Federal de Fonoaudiologia, DRª Thelma Costa, a Delegacia foi inaugurada.

Atualmente, com dois funcionários, uma delegada e uma subdelegada, a Delegacia atende mais de mil fonoaudiólogos de 68 municípios da Região.

Delegacia Marília
Cerca de 80 pessoas estiveram no Anfiteatro da UNESP para a solenidade de fundação da Delegacia de Marília. Para o Crefono 2, passados 20 anos, a instalação da Delegacia de Marília mostrou-se muito importante para a profissão. Os casos de exercício ilegal que eram comuns foram praticamente extintos.

Na época da sua criação, a região da Delegacia de Marília tinha cerca de 300 fonoaudiólogos. Hoje, atende 186 municípios e cerca de 1500 profissionais. A localização estratégica permite ao Conselho também realizar importantes iniciativas junto aos futuros profissionais das três faculdades de Fonoaudiologia da Região.

Delegacia de Ribeirão Preto
A Fundação da Delegacia de Ribeirão Preto foi motivo de agradecimento formal do Secretário Municipal de Saúde, na época Dr. Pedro de Azevedo Marques, e de menção honrosa concedida pela Câmara Municipal da cidade. Para as autoridades locais, a instalação da Delegacia foi uma importante iniciativa de prestação de serviço à sociedade e um ganho para os novos profissionais que estavam se inserindo no mercado de trabalho, uma vez que a região contava com sete universidades.

Atualmente, é responsável pela jurisdição de 222 cidades do estado de São Paulo e atende mais de 1800 profissionais ativos.